José 
Wilker

      O Teatro no Colégio Magno


José Wilker iniciou sua carreira artística como ator em grupos amadores de teatro, detentor de grande e notório talento destacou-se e logo projetou-se para a fama. Grandes sucessos cinematográficos, telenovelas e montagens teatrais solidificaram sua carreira artística ao longo destes 30 anos.
Personagens consistentes e uma interpretação sublime o caracterizam como um dos maiores nomes do nosso cenário artístico, além de ator é diretor , apresentador , escreve para inúmeras colunas de revistas e jornais , e modestamente o entrevistador o considera um grande homem, excepcional mestre e um incomensurável ser humano.

Com vocês José Wilker!

Grupo Magno de Teatro

Bom, Wilker, para começarmos gostaria que você soubesse que os alunos dos grupos de teatro do Magno, estudaram e assistiram a toda sua obra cinematográfica além de semanalmente assistirem às suas entrevistas com artistas (atores e diretores) no Telecine. É um prazer entrevistá-lo, pois admiramos seu talento e o excepcional artista que você é. Aí vai a primeira pergunta : o que você mais admira em um ator?

José Wilker

É muito legal saber que o Colégio Magno possui diversos grupos de teatro e, pelo que você me falou, o repertório de peças já montadas são do primeiro time de autores nacionais e estrangeiros. Parabéns pelo trabalho sério e profissional nas artes cênicas desenvolvido pela Escola. Fico lisonjeado por ver que os alunos estão conhecendo a história do cinema nacional, tão pouco prestigiado. Em relação ao que admiro em um ator : a verdade cênica, ou seja, é de encher os olhos assistir aos atores que exalam verdade em suas brilhantes interpretações; a verdade no texto que é dito e no personagem criado, seja ele qual for, é o mais belo para mim na arte de interpretar.

GMT

Quais são seus atores preferidos?

Wilker Laurence Olivier, Orson Welles, Marlon Brando, Robert de Niro, Al Pacino e Sean Connery.

GMT

Já contracenou com algum deles?

Wilker

Sim, com Sean Connery em "Medicine Man", aqui no Brasil , "O homem das Selvas". Ele é extremamente doce e gentil, um gentleman...

GMT

Como foi esse encontro?

Wilker

Eu estava realmente um pouco receoso, contudo quando ele chegou no set de bermudão e chinelos pensei: poxa, é esse cara aí o 007? (risos) Ele é muito simpático, profissional e ótimo de se trabalhar; ensaiamos diversas vezes nossas cenas e ele é realmente uma estrela.

GMT

Você que já possui diversos sucessos no cinema nacional. Diga o que difere o cinema americano do nosso, além dos orçamentos milionários. (risos)

Wilker

(risos) Só os orçamentos milionários fazem com que a indústria cinematográfica americana seja realmente recoberta das melhores equipes, melhores técnicos, melhor distribuição, melhor marketing. No filme "Medicine Man", só pares de óculos, fizeram 20 para mim, usei 2 no máximo. Nos takes externos, eles montavam selvas perfeitas. É realmente fantástico, contudo devemos saber que o Brasil sempre possuiu grandes diretores como Glauber Rocha,Barretos, Arnaldo Jabor, Cacá Diegues e tantos outros, mas é que, nos E.U.A., a indústria rompeu fronteiras e fez do cinema americano o melhor do mundo nesses aspectos já citados. Os investimentos são muito grandes e os grandes estúdios são muralha de grandes produções. A Universal, MGM, Fox investem pesado e possuem quadros de grandes profissionais; a Miramax está entrando forte no mercado e já tem uma grande participação. Houve um lobby tão forte que até o filme "A vida é bela" levou o Oscar.

GMT

Em relação ao Oscar, foi justo? E "Central do Brasil"?

Wilker

Achei que a maneira com que o Waltinho (Walter Salles – diretor de ("Central do Brasil") retratou a nossa história é que foi realmente bela, Fernanda (Montenegro) foi muito maior que todas as outras atrizes em sua forte e teatral interpretação. É meu chapa, a Miramax deu jabá (subornou) e garantiu o "homenzinho de ouro" para quem não merecia; mas em terra de águia, canarinho só voa onde pode. (risos)

GMT

Qual foi seu maior sucesso cinematográfico?

Wilker

Indiscutivelmente foi "Dona Flor e seus dois maridos", de Jorge Amado, em que trabalhei com a Sônia (Braga) e o Mauro (Mendonça), o filme teve na época seis milhôes de espectadores. Genial!

GMT

O que lhe dá mais prazer atuar ou dirigir?

Wilker

Os dois, mas dirigir é mais trabalhoso, pois envolve muitos fatores: atores, produção, texto. Atuar é mais tranqüilo.

GMT

E hoje em dia, quais são suas atividades?

Wilker

Estou amarrado no Projac (estúdios da Rede Globo), fazendo a novela "Suave Veneno", dirigindo o "Sai de Baixo", escrevendo textos para jornais e revistas e trabalhando no Telecine como entrevistador e comentarista.

GMT

Que mais? ( risos)

Wilker

(risos) Quer matar o velho? Chega, meu filho. Você sabe que aqui no Brasil temos que cruzar e cabecear, mas eu tenho muito prazer naquilo que faço, é ótimo trabalhar com isso, não é? Mas esqueci (risos) : há também as locuções e os filmes publicitários, que tomam o tempo da gente.

GMT

E o "Sai de Baixo", como é fazer aqui (Teatro Procópio Ferreira) esta loucura?

Wilker

É isso mesmo, pescou. É uma loucura, mas tudo isso só é possível, porque contamos com um time de atores de teatro, de primeira linha, além de uma equipe técnica sintonizada e acostumada a este ritmo intenso de trabalho e uma produção competente da Globo, que permite este projeto vitorioso, porém desgastante. Olha só, chegou a loura má (entra na sala Miguel Falabella) .

Miguel Falabella

Nossa! Esse meu diretor tá um luxo! E os holofotes só procuram o homem! Quem quer um autógrafo carente? (risos, seguiu para seu camarim).

Wilker

Está vendo este aí já chega numa pilha só. Vem da academia direto para suar aqui.

GMT

Wilker, como você vê a educação no Brasil?

Wilker

Para aqueles que têm condições de colocarem seus filhos em colégios modernos e particulares como o Magno, que, além de toda a estrutura de primeiro mundo que você me apresentou, ainda educa o aluno e proporciona um curso profissional de teatro e montagens como vocês realizam ano a ano (Shakespeare, Ariano Suassuna, Dias Gomes, Tenesse Williams, Moliére, Roberto Freire), fica fácil para o aluno educar-se com qualidade, mas para 79% dos alunos que estudam na debilitada e desdentada cadeia pública de ensino, é difícil quando somente uma minoria pode ter o melhor. O que nos falta é uma justiça social, que será possível somente quando houver profundas mudanças políticas, mas o FHC...

GMT

O que tem ele?

Wilker

Nos deixou na mão, esperava muito, muito mais.

GMT

O que faltou a ele?

Wilker

Tudo. (risos)

GMT

E os professores?

Wilker

Eles devem sempre estar antenados nas mudanças radicais que a humanidade atravessou e atravessa, senão ficarão ultrapassados e não conseguirão atrair o interesse do aluno para nada. Ficarão no limbo, prontos para serem substituídos por profissionais mais aptos, mais preparados. Acho fundamental a preparação e reciclagem de informações aos professores; nas capitais e nos grandes centros, isto até ocorre, mas nas partes menos favorecidas, é triste, é um triste quadro que se apresenta e piora a cada dia.

GMT

Quais são seus hobbies?

Wilker

São meus filmes. Sou um colecionador de filmes, desde vídeo, DVD... Possuo aproximadamente um acervo de 7.347 títulos.

GMT

Dá para citar alguns preferidos?

Wilker

Com prazer: "Cidadão Kane", "O Poderoso Chefão 1" , "Um bonde chamado Desejo" , "O nome da rosa" , "Ram", do Kurosawa, "O Iluminado" , "Terra em Transe", "Deus e o Diabo na terra do sol" e tantos outros.

GMT

E quais seus diretores preferidos?

Wilker

Kurosawa, Martim Scorcese, Stanley Kubrick, Brian de Palma,Kazan, Fellini,a família Barretos ,  Cacá Diegues, Walter Salles e outros, que agora não me chegam. Ah! Spilberg é genial!

GMT

A nossa linha teatral é a de Stanislavsky o que você tem a dizer sobre o mesmo?

Wilker

Ele foi fantástico, deu uma nova dimensão a arte de interpretar; também sou "Stanislavskyano". (risos)

GMT

O que você acha do teatro na educação?

Wilker

Acho que, como nos colégios de primeiro mundo, o teatro deveria ser matéria curricular, pois faz com que o jovem tire mais cedo suas "máscaras e escudos", melhore sua relação com o grupo que vive e desenvolva-se em aspectos culturais, corporais, vocais e, principalmente como um ser humano mais equilibrado, preparado e sensível.

GMT

Após este release sobre o Magno, seus grupos de teatro e seu forte apoio as artes, o que você tem a dizer ?

Wilker

Vida longa ao teatro do Magno e ao Magno! Quem dera se todo o colégio tivesse esta visão semelhante à americana e européia de educar o aluno e preocupar-se com a formação do indivíduo, para um mundo que a cada dia, torna-se mais e mais competitivo e difícil. Assim que der, Sérgio, eu farei uma visita para vocês. Eu sei que já estou enrolando vocês faz tempo, mas você sabe que minha agenda está difícil. Para você me entrevistar, e olha que desde o ano passado você está atrás de mim, só conseguimos nesta loucura porque estarmos dividindo o Procópio Ferreira, você dirigindo ESTER e eu aqui no Sai de Baixo, masi mesmo assim, eu já tenho que correr; daqui a pouco teremos um corridão. (ensaio geral do "Sai de Baixo")

GMT

Encerrando, vou dar uma de Gabi, e vamos fazer um bate-bola.

Wilker

Gostei, manda.

GMT

Brasil.

Wilker

Minha pátria, minha língua.

GMT

Teatro.

Wilker

O verdadeiro lugar do ator, o berço do ator.

GMT

Amor.

Wilker

A mulher mais próxima. (risos)

GMT

A vida.

Wilker

Um prazer.

GMT

Cinema.

Wilker

A imortalidade da arte, genial!

GMT

Projetos futuros.

Wilker

Tudo ao mesmo tempo agora. (risos)

GMT

Novelas.

Wilker

O ópio do povo, o circo de uma nação. O Brasil é ótimo nisso!

GMT

O idoso.

Wilker

O futuro de todos nós e eu quero envelhecer, pois é a única maneira de se viver mais!

GMT

O mundo.

Wilker

Botões e ogivas nucleares, prontos para detonar. Cabe a nós mudar isso e dar um basta a esta crueldade desenfreada.

GMT

O Colégio Magno.

Wilker

Pelo que você me apresentou, é um modelo a ser seguido. Contrata pessoas sérias, cultas, preparadas e de ótima formação curricular.

GMT

Esta entrevista.

Wilker

Foi um prazer; bom também foi conhecer estes alunos e o papo que tivemos na sala ao lado. Peço desculpas pelo atraso em recebê-los, desejo ao grupo Magno de teatro muito sucesso em suas montagens. Vida longa e próspera ao Magno.

GMT

Valeu, esperamos você em umas das unidades do Magno. É só você marcar.

Wilker

Agora que já sei que é melhor que eu pensava. Vou com certeza. Será um prazer.

    

Página
Inicial

          Página
          Inicial