Todo dia, poesia
Poesia não é só para ler. É para desenhar, recortar, pensar, criar, colorir, brincar, inventar, aprender!

Veja os trabalhos!
(Clique na imagem para ampliá-la.)

Projeto inovador para trabalhar poesias com crianças de 1 a 10 anos já começa fazendo o maior sucesso!
                Nos próximos dias, semanas, meses, os alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental de 1ª a 4ª série vão conviver diariamente com os versos, ouvindo poesias, lendo, desenvolvendo inúmeras atividades relacionadas ao universo poético e às infinitas possibilidades da palavra.
        O trabalho com poesia, especialmente nas séries iniciais, é raro na Educação. Em parte porque muitos adultos acreditam que a poesia é um recurso sofisticado demais para as crianças; em parte porque, em um mundo cada vez mais objetivo e apressado, nos esquecemos da própria... poesia que pode existir no cotidiano.
        Mas, o que o projeto "Todo dia, poesia" vai mostrar, com certeza, é que a música das palavras pode e vai aumentar ainda mais o interesse das crianças pela leitura e pela escrita. Mais do que isso, a poesia provoca o inusitado, o inesperado, a expansão do sentido do que pensamos e do que queremos dizer. Há coisas que só são traduzíveis por meio da poesia.
        A partir de agora, todo dia é dia de poesia no Magno/Mágico de Oz.


           

Jardim II - Sizara e Cláudia

Leilão de jardim - Cecília Meireles

Poesia de ver, de sentir e de ouvir!
Jd II - Sizara e Cláudia - Leilão de jardim

Quem me compra um jardim com flores?
Borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis nos ninhos?

Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?

Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?

(Este é o meu leilão.)

 

 

 

 

 

Maternal - Simone
Poesia - Quem tem o quê - Lalau

Poesia de ver, de sentir e de ouvir!
Ana Helena - Maternal -Simone -
Quem tem o quê


 

Para cada estrofe da poesia, uma descoberta!

          Andrea                                         Catarina

       Maria Isabel                                    Melissa

 

Minimaternal - Professora Regina Célia

A história da banana - Lalau

"História da banana", do poeta Lalau, inspirou os alunos do Mini, que fizeram um
doce delicioso, que seus pais também aprovaram!
Sugestão especial: repitam o doce e declamem a poesia!

   

 

 

Bananada de banana pirada
Ingredientes:
6 bananas
2 xícaras de açúcar
1 limão

Modo de fazer:
Descasque e corte as bananas em rodelas e coloque-as numa panela.
Acrescente o caldo de limão e o açúcar e mexa até que o doce desgrude do fundo.
Coloque numa vasilha e sirva em potinhos.

Bom apetite!

 

Jardim I - Andrea
Poesia Convite
Crianças confeccionam um "convitão" para que seus pais também entrem
no mundo da poesia.

Poesia de ver, de sentir e de ouvir!
Adriano Jardim II Eliete

Convite - José Paulo Paes

Poesia 

é brincar com palavras 
como se brinca 
com bola, papagaio, pião. 

Só que 
bola, papagaio,pião 
de tanto brincar 
se gastam. 

As palavras não: 
quanto mais se brinca  
com elas 
mais novas ficam. 

Como a água do rio 
que é água sempre nova. 

Como cada dia 
que é sempre um novo dia. 

Vamos brincar de poesia?





 

 

Poesia de ver, de sentir e de ouvir!



Carolina - JdII - Eliete - Menina Carolina

 
Mariah - Jd II Sizara e Cláudia - Doce como flor









 

 

Clique aqui e veja mais trabalhos!

 

 


Página inicial do
Colégio Magno